Quarta-feira, 20 de Março de 2013

A Bandeira Primitiva do Império do Brasil

bandeira do Brasil (Debret)

 

Concluímos a etapa de reflexão consequente à primeira análise da proposta atribuída a Debret para a bandeira Imperial do Brasil. Pudemos solucionar o que era ainda duvidoso e acrescentar novos elementos, permitindo encarar com bastante optimismo as soluções encontradas. Antes da publicação propriamente dita, por decidir na forma, lugar e extensão, será necessário garantir o adequado apoio ao que nos resta entretanto por fazer neste empreendimento; nem sempre é fácil encontrar o patrocínio mais conveniente. Não obstante é possível avançar algumas informações de carácter genérico que poderão servir aos interessados.

Ressalvamos que, apesar desta não ser a nossa primeira incursão vexilológica, o pavilhão brasileiro merece aqui um destaque especial: trata-se da manifestação mais recente do fenómeno parofónico, datando de inícios do século XIX. Note-se que a versão primitiva em estudo nunca foi usada na íntegra e a maior parte das características originais perderam-se, mantendo-se na versão republicana apenas aquelas outrora referentes aos soberanos brasileiros, o que não deixa de ser curioso.

Mais significativo é saber que, a partir dos elementos analisados, vislumbra-se no projecto desta bandeira a independência do Brasil. É óbvio, contudo, que alguns destes elementos já tinham sido usados anteriormente como a serpe, a esfera armilar e a Cruz de Cristo, agora transmitidos à nova representação, integrando ademais algumas parofonias.

“De verde, um losango de ouro firmado, carregado de um arco de dezanove estrelas de cinco pontas de azul, a mais alta maior, envolvendo um ramo de cana-de-açúcar e outro de tabaco, ambos de sua cor, sustidos por uma serpe de costas de verde com as asas abertas e a cauda a passar pela abertura do arco de estrelas, o conjunto abraçando uma esfera armilar do segundo, brocante sobre as hastes de uma Cruz de Cristo, tudo sotoposto a uma coroa real que cobre parcialmente a ponta superior da estrela maior”.

Níveis semânticos - dezasseis:
1º A cor verde: soberano [75].
2º O losango: consorte [208].
3º O losango firmado: território [1].
4º A cor amarela do losango: consorte [7].
5º O arco de estrelas: capital [232].
5º A cor das estrelas: capital (complementar).
6º A abertura inferior do arco: residência [207].
7º A posição das estrelas: regiões [0].
7º O número de estrelas: regiões (complementar).
8º Os ramos de cana-de-açúcar e tabaco: capital [437].
9º A serpe: condição [37].
10º A coroa real: herdeiro [0].
11º A estrela maior: herdeiro [0].
12º A posição da estrela maior: tratamento [0].
13º A esfera armilar: hidrónimo [0].
14º A Cruz de Cristo: território (por transmissão).
15º A cor vermelha da Cruz: etnónimo [31].
16º Todo o conjunto: tratamento [161].

Índices de discrição - na maioria diminutos e nulos.
Verbalização - predominantemente híbrida.
Enredo vexilológico - agrícola.
Origem geográfica das parofonias - autóctone.
Apreciação geral da credibilidade - excelente.
Cifras: acima entre colchetes [].
 


Publicado por 5x11 - Carlos da Fonte às 16:00
Link do Artigo | Comentar | Favorito
| | Partilhar
Todos os direitos reservados
© Carlos Carvalho da Fonte 2009-2017
Portugal Brasil Download Universo Amostral Jerusalem
Portucalis Portingale Salerno Sagremor Eduardo


Logo Território Logo Hidrónimo Logo Capital Logo Moradia
Logo Demónimo Logo Família Logo Antropónimo Autor

Pesquisar este blogue

 

Academia.edu



Twitter


Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


Temática

alemão

análise

anglo-normando

antropónimos

aparência falante

apresentação

aragonês

armas falantes

asturiano

baixo-alemão

basco

bibliografia

brasil

capitais

castelhano

catalão

cifra

condições

d. manuel i

demónimos

dinastia

discussão

disposições

domínio

eclesiástico

eduardo

empresa

esmaltes

estoniano

eventos

família

fantasia

figurações

francês

frísio

gaélico escocês

galego

gascão

grego

hidrónimos

holandês

inglês

irlandês

italiano

jerusalém

latim

leão

leonês

lígure

lombardo

macau

metodologia

moradias

municípios

nível falante

número

occitano

picardo

placentino

portugal

português

recursos

sagremor

salerno

separações

sigilografia

terminologia

territórios

timbre

universo amostral

vexilologia

todas as tags

Arquivo Mensal

Maio 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011


cyndis list


blogs SAPO

subscrever feeds

shopify analytics tool